Donald Trump é retirado às pressas de comício após “atentado”

06.11.2016 – O candidato republicano a Casa Branca, Donald Trump, foi retirado na madrugada deste domingo por agentes do Serviço Secreto no meio de seu comício na cidade de Reno, no Estado de Nevada. Um porta-voz do Serviço Secreto limitou-se a dizer em um comunicado que um “indivíduo não-identificado” gritou e fez referência a uma “arma” na plateia, embora nenhuma arma tenha sido efetivamente encontrada após uma “busca metódica” realizada pelos agentes.

O suspeito foi imediatamente levado sob custódia por uma multidão de agentes, policiais e oficiais da S.W.A.T, uma unidade norte-americana altamente especializada de combate. Trump estava no meio de seu discurso de campanha quando a confusão teve início. O candidato olhava diretamente para a plateia, quando ao tentar ofuscar a luz do palco com a mão (provavelmente para tentar visualizar melhor o ocorrido), foi puxado por dois agentes. O candidato foi retirado às pressas com a cabeça baixa.

trump3

Logo após o ocorrido, Trump limitou-se a agradecer a atuação do Serviço Secreto: “Ninguém disse que ia ser fácil para nós, mas nosso trabalho nunca será interrompido. Nunca seremos interrompidos. Quero agradecer o Serviço Secreto. Esses caras são fantásticos.” Não obstante, Trump retornou para o palco para continuar seu discurso, recusando as recomendações dos agentes em não voltar para o palco.

donald-trump-20

Mais tarde, a assessoria de Trump divulgou um pequeno comunicado seu sobre o incidente: “Eu gostaria de agradecer o Serviço Secreto dos Estados Unidos e a aplicação eficaz da Lei em Reno e do estado de Nevada por sua resposta rápida e profissional”, disse Trump. “Eu também quero agradecer as milhares de pessoas presentes, por seu apoio inabalável e inacreditável. Nada vai nos parar! E nós faremos a América grande novamente”. Make America Great Again vem sendo o lema de Trump desde as primárias.

Não é a primeira vez que agentes do Serviço Secreto vêm em apoio para proteger Trump. Em março, um homem foi detido após tentar ultrapassar o palco para alcançar Trump em um comício na cidade de Dayton, estado de Ohio, embora no caso ele não tenha sido escoltado para fora do palco. Em um comício em Las Vegas, no mês de junho, um homem foi preso após tentar tomar um arma de um policial para atirar em Trump.

Assista ao vídeo:

Com informações CNN.

+ Atualização às 12h24. Já se sabe o nome do manifestante detido pelo início da confusão no comício de Trump. Trata-se, em verdade, de um militante democrata infiltrado, de nome Austyn Crites, filiado ao partido na cidade de Reno, conforme informações repassadas pelo portal de mídia norte-americana CJ Pearson. Ele teria gritado “gun” (arma) diversas vezes.

trump-34

trump-24

 

Comentários

0 Comentário

Escreva um comentário





*