Fidel Casto premiado com Prêmio Confúcio da Paz do governo chinês

A China acaba de conceder a Fidel Castro o “Prêmio Confúcio da Paz”, uma espécie de alternativa chinesa ao Nobel. É um tapa na cara da humanidade. Não bastassem todos os crimes cometidos pelo genocida cubano com o próprio povo, não custa lembrar que ele quase levou o mundo a uma guerra nuclear em outubro de 1962, episódio que ficou conhecido como a “crise dos mísseis”. Foram 13 dias de máxima tensão entre EUA e URSS e o mais perto que já estivemos da terceira guerra mundial.

Esse campeão da paz é ainda um dos responsáveis por armar, financiar e treinar os guerrilheiros e insurgentes de esquerda na América Latina há mais de 50 anos, inclusive no Brasil. O mito de que a revolução de 1964 foi imotivada descarta o fato de que desde 1960 o governo cubano apoiava uma revolução comunista no país, como relatado aqui: http://on.fb.me/14zMGm2.

image-122410-132239_full

Fidel Castro criou o Foro de São Paulo em 1990 como uma resposta à queda do Muro de Berlim e ao fim da União Soviética. Quase 25 anos depois, o Foro de São Paulo é a grande força política do continente, praticamente hegemônica. O Brasil acaba de eleger pela quarta vez consecutiva um membro do Foro para presidência.

Agora sob a bandeira da Unasul (União de Nações Sul-Americanas), o Foro de São Paulo reuniu semana passada presidentes e ministros dos 12 países da América do Sul, além de embaixadores de outras partes do mundo. O encontro teve o objetivo declarado de relançar a Unasul e avançar com a integração das repúblicas socialistas da região. Não espere ver isso na grande imprensa.

Enquanto o Brasil persegue não-esquerdistas por livre interpretação de frases fora de contexto, a China dá seu “Nobel da Paz” a um genocida sanguinário que, a despeito de ter cometido todos os crimes mais assombrosos, brutais e cruéis imagináveis, é um dos seus. Pense nisso antes de jogar um dos nossos ao mar por qualquer besteira.

Escrito por Alexandre Borges.

Comentários

1 Comentário

  1. Fabiano Dias dos Santos disse:

    Só se for o Prêmio Confuso da Paz…

Escreva um comentário





*