Marcha pela Vida 2017 arranca meio milhão de manifestantes e contou com discurso de Mike Pence, veja fotos

Estimulados pelo apoio de Donald Trump, dezenas de milhares de militantes contra o aborto se manifestaram nesta sexta-feira em Washington, convencidos de estarem com a sorte a seu lado e de poderem garantir uma demonstração de força.

“Estamos vivendo um momento histórico para a defesa da vida”, lançou Mike Pence, o primeiro vice-presidente dos Estados Unidos a participar da “Marcha pela Vida”, uma grande manifestação anual dos que se opõem à interrupção voluntária da gravidez. “A vida está vencendo novamente nos Estados Unidos”, acrescentou Pence, ex-governador de Indiana, conservador e forte defensor dos valores da família tradicional.

O triunfo eleitoral de Trump e um Congresso controlado por opositores ao aborto estabeleceram um novo contexto político que deu esperanças aos milhares de presentes no National Mall, próximo à Casa Branca. “Esperamos que sejam aprovadas leis para proteger os bebês, leis que levem em conta todas as mulheres que vivem uma crise de gravidez, que não sabem a quem recorrer e não são conscientes de que há alternativas (ao aborto)”, disse Carol Bracken, uma das participantes, uma professora de 57 anos vinda de Connecticut.

Como ela, os manifestantes vindos de todas as partes dos Estados Unidos se preparavam para marchar até a Casa Branca e o Supremo Tribunal de Justiça. Em particular, o movimento anti-aborto espera que o novo Executivo deixe de financiar o Planned Parenthood, a maior rede de planejamento familiar dos Estados Unidos. “Apoio total” de Trump”Chegou o momento de restaurarmos o respeito à vida”, afirmou Michael O’Dea, funcionário de uma associação católica de Michigan que propõe uma cobertura de saúde alternativa ao Obamacare.

Na multidão havia centenas de estudantes de escolas católicas, que em alguns casos chegaram à capital federal após muitas horas viajando de ônibus. Mais cedo nesta sexta-feira, o presidente Donald Trump havia dado apoio à manifestação em um tuíte: “A #MarchaPelaVida é muito importante. A todos que protestam hoje: têm meu apoio absoluto!”

O presidente já havia lhes dado sua primeira conquista na segunda-feira ao assinar a proibição do financiamento para ONGs internacionais que apoiam o aborto. Além disso, Trump também se prepara para indicar, na próxima quinta-feira, um juiz para o Supremo Tribunal e se comprometeu a escolher alguém entre os candidatos contrários ao aborto.

 

Comentários

0 Comentário

Escreva um comentário





*