Conservadorismo

Muhammad Ali: o ocaso das estrelas

Muhammad Ali foi provavelmente o maior boxeador de todos os tempos, com uma técnica até hoje, literalmente, imbatível: enquanto todos os boxeadores ocidentais lutavam para força e robustez, Cassius Clay (seu nome de batismo) se esforçava pela agilidade e rapidez, características consideradas secundárias num esporte de contato absoluto. Se especializando no aparentemente periférico, trazendo o que aparentava ser auxiliar para o cerne de sua técnica, Muhammad Ali foi quase imbatível (perdeu apenas 5 lutas em sua carreira). Mais: assim como…read more →

Por que as mulheres adoram se fazer de vítimas?

Hoje, as mulheres controlam quase 70% da renda no Brasil e nos programas sociais dos governos ocidentais elas sempre são as mais privilegiadas. Nas universidades, elas são 60% dos estudantes, e portanto possuem a garantia de que os melhores empregos serão delas. A vida das mulheres, é muito melhor do que a dos homens, mas elas continuam se fazendo de vítimas e reclamando sem parar. O vitimismo feminino nunca vai acabar, porque enquanto ele for aceito, mais privilégios elas vão conseguir. Enquanto o vitimismo feminino…read more →

A Conquista do Reino Unido pelo Islã

Dois dias após os eleitores de Londres terem escolhido o primeiro prefeito muçulmano da capital inglesa, Sadiq Khan (foto), a cidade amanheceu com centenas de seus famosos ônibus vermelhos de dois andares exibindo a inscrição Subhan’Allah, que significa Glória a Alá. Oficialmente trata-se de uma campanha de uma das inúmeras entidades de caridade muçulmana destinada a angariar fundos para o Ramadã na Síria e para, nas palavras dos dirigentes dessa entidade, promover uma imagem positiva do islã. A entidade em questão,…read more →

A nova geração da Islândia que não conhece a Deus

Não é difícil entender porque o Islã converte em massa, nos países nórdicos. Lá, onde a maior parte da população nativa é ateia, o Deus natural foi substituído por uma convenção moderna; uma mistura de bem estar social com o santo do respeito a todos os credos. Desmontam, palmo a palmo, as crianças para que se tornem adultos “coerentes”, mas, mais importante do que isso, receptivos às novas culturas, acolhedor e sem qualquer tipo de preconceito. O garoto passa mais…read more →

Trump desde criancinha

Sou Trump desde criancinha. Mais precisamente, desde ontem. Se você tem alguma preocupação com os rumos do planeta, deveria ser também. Sei de todos os defeitos de Trump, tanto os reais quanto imaginários, e lamento a estupidez dos principais comentaristas conservadores americanos que não foram apenas contra a indicação do seu nome (eu fui contra até ontem) mas apostaram no tudo ou nada e queimaram as pontes possíveis para um acordo a partir da sua nomeação. É um momento em…read more →

Como ostentar na Venezuela com apenas 100 euros – um caso real

Segue a divertidíssima história vivenciada pelo venezuelano Diego Urdaneta, que teve suas peripécias publicadas na revista VICE España. A crise cambiária e o mercado negro converteram a Venezuela numa distorção econômica ambulante. Tudo bem que nós temos as maiores reservas de petróleo do mundo, mas isso não conseguiu nos proteger desse fenômeno. A Venezuela é o cúmulo do absurdo. O país consegue ter o Big Mac mais caro do mundo: 7 euros a preço oficial. Ao mesmo tempo, conseguimos ter…read more →

Ideologia de gênero eleva em 1.000% o número de crianças em tratamento no Reino Unido

O número de crianças em tratamento, devido a distúrbios causados pela ideologia de gênero no Reino Unido tem visto um grande aumento. Segundo relatos do jornal ‘Gloucester Citizen’, o número de crianças submetidas a tratamento no Serviço Nacional de Saúde do Reino Unido deu um salto de 1.000% nos últimos cinco anos. Os médicos estão preocupados porque o serviço de saúde está ficando “sobrecarregado”, de acordo com o jornal britânico. Mais de 1.000 crianças foram tratadas pelo Serviço de Transtorno de Identidade…read more →

O que é o socialismo fabiano – e por que ele importa

Antes da Revolução Russa, o Partido Comunista tinha duas alas: Bolchevique e Menchevique. Os Bolcheviques acreditavam na imediata imposição do socialismo por meios violentos, com confisco armado das propriedades, das fábricas, e das fazendas, e o assassinato dos burgueses e reacionários que porventura oferecessem resistência. Já os Mencheviques (que também se auto-rotulavam social-democratas) defendiam uma abordagem mais gradual, não-violenta e não-revolucionária para o mesmo objetivo. Para estes, a liberdade e a propriedade deveriam ser abolidas pelo voto da maioria. Os…read more →

Engenharia da complacência: o antitabagismo como engenharia social

Indignado ante o conformismo servil com que os americanos, outrora tão apegados às liberdades civis, vão aceitando as intrusões cada vez mais agressivas do governo nas suas vidas privadas, o economista Walter Williams finalmente se deu conta de que “o movimento antifumo explica parcialmente a atual complacência americana. Os zelotes do antitabagismo começaram com exigências ‘razoáveis’, como os avisos do Ministério da Saúde nos pacotes de cigarros. Depois exigiram áreas para não-fumantes nos aviões. Encorajados pelo sucesso, exigiram a proibição…read more →

O mundo precisa de um Ronald Reagan

Roma cobriu suas estátuas com nudez para não ofender o presidente do Irã Hassan Rohan em sua visita a Roma. Simbolismo é isso, o resto é besteira. Rohani aproveitou o tour europeu para fechar acordos bilionários com os países ocidentais dizendo que “a falta de crescimento cria forças para o terrorismo. O desemprego cria soldados para o terrorismo”. Traduzindo: ou vocês me dão bilhões, ou vamos continuar matando inocentes. Bill Clinton tentou a mesma estratégia com a Coréia do Norte…read more →