Economia

Quatro mil anos de controle de preços

A economia brasileira opera como se estivesse separada em dois compartimentos. Há aqueles setores em que o governo interfere muito e há aqueles setores em que ele interfere bastante. Interferência estatal existe em cada canto da economia, pois o governo está sempre tributando e regulando — isto é, confiscando dinheiro e impondo normas incompreensíveis e impossíveis de serem obedecidas integralmente. No entanto, naqueles setores em que o governo interfere menos, ou seja, nos quais ele se limita a tributar e…read more →

As falhas, incoerências e falácias do arcabouço intelectual de Karl Marx

O principal trabalho teórico de Marx é sua grande obra em três volumes, sobre o capital. Os fundamentos de sua teoria da exploração estão expostos no primeiro destes volumes, o único a ser publicado em vida do autor em 1867. O segundo, editado postumamente por Engels, em 1885, está em total harmonia com o primeiro, quanto ao conteúdo. Menos harmônico é sabidamente o terceiro volume, publicado novamente após um intervalo de vários anos, em 1894. Muitas pessoas, entre elas o…read more →

Marxismo Refutado

Neste trabalho busco rememorar incontáveis trabalhos de ciências econômicas, lógica, antropologia dentre incontáveis outras ciências e que ao longo do tempo, provaram com veemência que o marxismo é pseudociência, cabível somente como objeto de debate literário. Devo lembrar que sua prática consiste em um ato criminal e fere os mais fundamentais direitos humanos. Infelizmente o mundo acadêmico possui uma inclinação irracional para esta teoria, permitindo que seu espectro sobreviva incidindo sobre diversas áreas, tais como sociologia, psicologia, economia e ate…read more →

A doutrina social da Igreja Católica e o capitalismo

Um dos traços mais característicos do pensamento católico ao longo dos séculos sempre foi a ênfase na razão. A mente do homem, de acordo com esta tradição, é capaz de apreender e compreender toda a ordem que existe no mundo, ordem essa que está fora de sua mente. O homem é capaz de abstrair “pressupostos universais” de uma miríade de objetos e dar um sentido aos vários fenômenos que lhe rodeiam. Com isso, ele é capaz de encontrar ordem no…read more →

Riqueza e religião

Um rapaz chamado Daniel Fraga, vlogger já comentado em outra postagem, gravou um vídeo em que fala sobre a relação entre riqueza e religião, cujo conteúdo revela uma trágica falta de conhecimento e uma curiosa dificuldade em entender a relação que há entre as duas coisas. O vídeo despertou a atenção de muitos teístas, que ficaram indignados com a ingenuidade do sujeito, ou mesmo com certa desonestidade intelectual, enquanto, curiosamente, a maioria dos ateus disse: “Amém”. Vamos a análise do…read more →

Ética, mercado e regulação: o legado de Adam Smith

Um dos equívocos mais frequentemente repetidos nas discussões em torno da obra de Adam Smith e do seu legado é o de tentar estabelecer um contraste marcado entre A riqueza das nações e A teoria dos sentimentos morais. Esta é uma confusão que pode ser em parte compreensível pela peculiar interpretação contemporânea do título das duas obras. A riqueza das nações (título completo: Uma investigação sobre a natureza e as causas da riqueza das nações) seria uma espécie de precursor…read more →