Marxismo Cultural

Karl Marx: Satanista Confesso

Nos últimos séculos temos ouvido muito falar em comunismo/socialismo, capitalismo, esquerda, partidos totalitários, classe dominante, proletariado. Brigas intermináveis no campo das idéias, entre grupos militantes políticos/ideológicos e religiosos nos induzem a crer que estamos em meio a uma guerra no campo das ideias e ideais que visa claramente à perseguição principalmente ao cristianismo. E, em meio esta confusão, um personagem muito polêmico odiado por uns, amados por outros, tem sido usado e citado em discursos inflamados a favor da liberdade…read more →

O Que É Machismo?

Quando uma mulher chama um homem de machista é sempre em tom de ofensa, e essa palavra é utilizada nas mais variadas situações, sendo que pode significar qualquer coisa e nada ao mesmo tempo. É frequentemente associada a homens com valores mais tradicionais, mas também é utilizada para descrever bandidos que agridem mulheres, como se fossem idênticos. E não raro vemos essa palavra ser utilizada para qualquer comportamento natural masculino, como se ser homem em si mesmo fosse um comportamento…read more →

Proposta de Subversão da Cultura Ocidental

O início da derrocada da direita e dos valores tradicionais no ocidente pode ser datada no ínicio dos anos 60. Porém tal base das reformas sociais não surgiu nessa década, e sim, várias décadas antes. Em 1923 o marxista alemão Carl Grünberg fundou com patrocínio do judeu Hermann Weil o Instituto de Pesquisa Social, um prédio anexado a Universidade de Frankfurt. Filósofos ‘criados’ na Escola de Frankfurt, como era conhecido o Instituto, propunhavam e conspiravam contra a cultura ocidental. É…read more →

O que está acontecendo

A mitologia infantil que a população consome sob o nome de “jornalismo” ensina que o Leitmotiv da história mundial desde o começo do século XX foi o conflito entre “socialismo” e “capitalismo”; conflito que teria chegado a um desenlace em 1990 com a queda da URSS. Desde então, reza a lenda, vivemos no “império do livre mercado” sob a hegemonia de um “poder unipolar”, a maldita civilização judaico-cristã personificada na aliança EUA-Israel, contra a qual se levantam todos os amantes…read more →

Revista Veja e o aborto: números fictícios

A revista “Veja” desta semana trouxe como matéria principal uma reportagem sobre o aborto. Desnecessário que se cobre isenção de “Veja” nesta questão, pois, como fica claro sempre que este veículo aborda a questão — assim como a esmagadora maioria da mídia brasileira –, “Veja” tem lado: o lado dos abortistas. Porém, nada nos impede de mostrar o que “Veja” curiosamente omitiu ou distorceu, provavelmente por má-fé. Os números do aborto “Veja” assume o número de 1 milhão de abortos…read more →

Cem anos de pedofilia

Na Grécia e no Império Romano, o uso de menores para a satisfação sexual de adultos foi um costume tolerado e até prezado. Na China, castrar meninos para vendê-los a ricos pederastas foi um comércio legítimo durante milênios. No mundo islâmico, a rígida moral que ordena as relações entre homens e mulheres foi não raro compensada pela tolerância para com a pedofilia homossexual. Em alguns países isso durou até pelo menos o começo do século XX, fazendo da Argélia, por…read more →