Política

O fim do embargo e a felicidade da esquerda mundial

Se abrir relações comerciais com um país é uma arma contra o comunismo, alguém por favor me explique como a China, a Venezuela ou a Rússia, para ficar em exemplos óbvios, continuam ditaduras abjetas mesmo inseridas no mercado global e sem dar o menor sinal de liberalização ou flexibilização dos seus regimes? Se as concessões feitas por Barack Obama não pressupõem quaisquer contrapartidas relevantes em termos de abertura política do regime cubano ou respeito mínimo aos direitos humanos na ilha-presídio,…read more →

FHC, o último grande presidente do Brasil

Que eu sou um causador de polêmicas, isto eu já sei. Semeio as minhas provocações, mas todas elas baseadas em concepções claras e argumentativas e não em paixonites de juventude ou esquerdismos patológicos. Com a não eleição de Aécio Neves – o que o tornaria um grande estadista, assim como o seu avô seria, caso não ocorresse a tragédia que ocorreu – em 2014, não posso negar que a presidência da República Federativa do Brasil esteve, pela derradeira vez, em…read more →

Comunistas chineses são mais predatórios do que os primeiros capitalistas, diz economista

Se o fim da Guerra Fria foi interpretado como um sinal do triunfo do capitalismo ocidental sobre o comunismo, Loretta Napoleoni (foto) argumenta o oposto: o mundo está testemunhando, na verdade, o início do colapso do capitalismo e a vitória do “comunismo com a motivação do lucro”. A partir de análise detalhada da economia e política chinesas, a autora aponta os motivos e etapas do seu possível sucesso, e desenvolve uma consistente comparação entre Ocidente e Oriente. Para ela, os…read more →

O multiculturalismo teve enorme sucesso na Alemanha, dona Merkel

Angela Merkel diz que o multiculturalismo fracassou na Alemanha. Ao contrário, dona Merkel, o multiculturalismo teve enorme sucesso na Alemanha! Você é que estava esperando dele algo para o qual ele não foi criado. O multiculturalismo é uma teoria sociológica, e é preciso entender como ela funciona olhando de fora da teoria, ou seja, com um olhar metateórico. Entender o multiculturalismo pelo discurso multiculturalista consiste em um raciocínio circular e tautológico. O multiculturalismo diz que nenhuma cultura é melhor que…read more →

Uma bela vitória hoje: Câmara derruba decreto bolivariano

Sempre fui avesso ao atual “status quo” brasileiro de fazer política. É comum – até demais – escrevermos artigos denunciando as mazelas do partido governante; seja a corrupção definida como plano de governo, o aparelhamento do Estado em promoção do grande partido, as medidas totalizantes, os fracassos no agir econômico, a demagogia travestida de benefícios sociais. Mas a coluna de hoje – muito atrasada por sinal – possui o intuito – tão apenas – de parabenizar todos os deputados envolvidos…read more →

Explicando a derrota dos tucanos em Minas Gerais

Não há como negar. Aécio Neves não ficou bem na foto. Perder em seu próprio estado selou seu destino rumo à Presidência. Mas há uma explicação totalmente racional para explicar esse “fracasso” em Minas Gerais. Primordial, é antes de tudo, compreender que há duas Minas Gerais: o do Norte, esmagadoramente petista, e o do Sul, cuja capital é Belo Horizonte, nitidamente tucana. Raciocinando devagar, Aécio – como candidato do PSDB – até venceu em Minas. Explicarei a situação. Para tanto, precisamos acessar…read more →

Foro de São Paulo diz que ‘regulação da mídia’ deve ser ponto número 1 no Brasil

Eu não tenho nenhuma dúvida. O que acontece na Venezuela hoje, e o que está acontecendo na Colômbia, tem um selo inconfundível: Foro de São Paulo. Muitos ouviram falar desta organização, mas poucos sabem acerca de sua real periculosidade. O Foro de São Paulo foi criado em 1990 por Fidel Castro, com o propósito de ser um aparato unificador do comunismo em toda a América Latina. Sua intenção foi dar um novo alento ao regime comunista de Cuba após a…read more →

Sem choro, é hora de reagir

1. Não estou decepcionado. Sabia desde o início que seria muito difícil derrotar o governo petista, e isto, por três motivos básicos: a) a militância fanática, que não se abre ao bom senso e não admite as evidências, para a qual seus representantes podem fazer o que quiserem e sempre estarão justificados de antemão; b) a corrupção do povo, pois muito se critica a corrupção política, realmente nefasta, enquanto não se percebe que o povo foi corrompido por estes mensalões…read more →

A dívida externa brasileira

É demagogia induzir a sociedade a acreditar que as reservas internacionais quitaram a dívida externa brasileira. É ficcional a versão da dívida externa zerada. Em agosto de 2014, o Banco Central informava que a dívida externa bruta totalizava US$ 333,1 bilhões. Igualmente atestava que as reservas internacionais totalizaram US$ 379,4 bilhões. O Brasil integra o ranking dos 15 países com maior dívida externa, de conformidade com relatório do Banco Mundial. A manipulação marqueteira misturando reservas internacionais e dívida externa, no…read more →

Dilma e Aécio poderiam ser do mesmo partido

O primeiro debate do segundo turno das eleições presidenciais da última terça (14/10) demonstrou, ao menos para o telespectador mais atento, que as ideias da candidata petista vão ao encontro das ideias do candidato tucano, e vice-versa. O jogo eleitoral só demonstra como ambos os partidos possuem filosofias e ambições muito próximas, e por fim, observa-se que não há diferenças gritantes de ideias e provavelmente não haverá medidas radicais ou inovadoras em nenhum dos lados. A política presidencial brasileira tende…read more →