Alckmin decide ser vice na chapa de Lula, mas anúncio só será feito em 2022

Mônica Bergamo, colunista da BandNews FM, crava que decisão está sacramentada após ex-governador deixar PSDB

Apesar de todas as especulações e torcidas contrárias, Geraldo Alckmin, que deixou o PSDB oficialmente na última quarta-feira (15) e vai se filiar ao PSB, será mesmo o vice na chapa de Lula para as eleições presidenciais de 2022.

A afirmação é de Mônica Bergamo, colunista da BandNews FM, que crava: a decisão está “sacramentada”, mas só deve ser anunciada em 2022. Só uma mudança de conjuntura poderia mudar os caminhos dessa candidatura.

Mônica Bergamo explicou o porquê da decisão não ser anunciada agora: primeiro, porque Lula ainda não é candidato oficial. Segundo, porque as pessoas em torno dos dois acreditam que isso só ajudaria adversários – internos e externos – a ensaiar reações mais contundentes à união dos dois.

De acordo com a colunista, a dúvida gera um efeito oposto: “Paralisa oponentes e dá tempo para que se ‘embrulhe’ um pacote completo em torno da aliança”, disse.

Na última quarta-feira (15), o ex-governador de São Paulo anunciou a saída do PSDB depois de 33 anos no partido. Geraldo Alckmin foi um dos fundadores da sigla, mas se desentendeu com João Doria, atual governador de São Paulo, e comandante do partido no estado mais populoso do país.

Comentários

0 Comentário

Escreva um comentário




*